Notícias

Máfia Italiana tentou “sequestrar” o corpo de Enzo Ferrari - 30/03/2017 08:48

Sequestrar os restos mortais de uma pessoa e depois pedir resgate? Sim, este era o plano que foi desmantelado pelas autoridades italianas na terça-feira (28). De acordo com informações da agência Reuters, a trama tinha como objetivo roubar o corpo do lendário Enzo Ferrari e exigir o pagamento de resgate.

Em entrevista coletiva, a polícia de Nuoro, que fica na ilha da Sardenha, afirmou que o plano era roubar o caixão de Ferrari e se refugiar nos Montes Apeninos, posteriormente exigindo um resgate para a família ou a Ferrari. Todavia, a ação da direção anti-máfia, que envolveu 300 militares e policiais, se antecipou aos criminosos e frustrou o plano, prendendo 34 pessoas em toda a Itália. Elas pertenciam à organização Anonima Sequestri.

A gangue – que está ligada às atividades de tráfico de drogas e armas – foi fundada em Orgosolo, na Sardenha, e possuía outros membros em Emília, Lombardia, Vêneto e Toscana, que também foram detidos.

Fundador da empresa que produz alguns dos carros mais rápidos do mundo, Enzo morreu em 1988, aos 90 anos. Ele está enterrado em um túmulo da família no cemitério San Cataldo em Modena, perto da fábrica da Ferrari em Maranello. E ao lado de seu filho, Alfredo Ferrari, o Dino, morto aos 24 anos devido a distrofia muscular em 1956.

Fonte: Reuters


Voltar